Publicado em

Festa Junina: Vinho quente

Uma das festas mais tradicionais do Brasil é celebrada em volta de uma fogueira para espantar o frio da ocasião. O mês de junho e julho (afinal, Festa Julina já é quase oficial) é a época do ano em que as temperaturas mais caem no nosso país. Então é hora de comer comidas gostosas, usar vestidos enormes, chapéu, dançar animadamente em volta da fogueira e se deliciar com bebidas quentinhas.

Uma delas é o Vinho Quente, preparado com vinho tinto seco ou suave. No meio de correios elegantes e prisões providencias, a bebida aquece não apenas o corpo mas o coração.

Receita Vinho Quente

Para 20 pessoas:

2 litros de vinho tinto (seco ou suave)
3 xícaras de água
2 xícaras de açúcar
2 maçãs picadas
2 xícaras de abacaxi picados
Cravo em pau
Canela em pau

Em fogo alto, misture água e açúcar em uma panela. Adicione canela e cravo e tampe a panela e ferva por 10 minutos. Adicione vinho e, assim que aumentar a fervura desligue o fogão para não perder o teor alcóolico da bebida. Adicione suas frutas prediletas e caminho da roça!

Publicado em

Na quadrilha, o vinho faz par com a pipoca

PE: Rio Sol Brut
PE: Espumante Rio Sol

Pipoca salgada, feita na manteiga, faz ótimo par com um bom espumante. O sabor amanteigado combina com as borbulhas e o frescor do vinho – sugerimos um vinho brasileiro e espumante de Pernambuco, para combinar ainda mais com São João! Se for na hora de trocar os casais, outra boa opção é o Sauvignon Blanc.

Pipocas salgadas, feitas com óleo vegetal, puxam a quadrilha com tintos adocicados.

Aurora Chardonnay
RS: Aurora uva Chardonnay

Já as pipocas doces, que combinam com o a baixa temperatura, faz ótimo caracol com vinhos brancos por conta da perfeita combinação do açúcar caramelizado com as notas amendoadas do vinho.

Publicado em

Festa Junina: Quentão de vinho!

Quando se fala em Festa Junina muitas pessoas logo pensam em canjica, milho verde, pipoca, pé de moleque. Só que para garantir o sucesso da festa, e a necessária e deliciosa maneira de se aquecer, a bebida certa não podem faltar. E quem costuma puxar essa quadrilha é o famoso Quentão.

Existem inúmeras variações para a bebida, mas nós, claro, gostamos mais da que substitui a cachaça pelo vinho. Você deve estar pensando que logo vamos soltar o jargão “É mentira!”, mas não é brincadeira junina não. Siga a receita abaixo e não deixe seu vinho favorito fora da festa!

Receita Quentão de Vinho

Para 12 pessoas

2 garrafas de vinho tinto suave
2 xícaras de açúcar
8 pedaços de Canela
4 pedaços de gengibre em fatias finas
Casca de laranja
10 cravos da índia
½ garrafa de água

Em uma panela, deixe o açúcar se dissolver com água em forno alto. Acrescente  açúcar, gengibre, casca de laranja, canela e cravo. Adicione água aos poucos e deixe ferver. Acrescente vinho e deixe mais 5 minutos no fogão. Dica especial: se quiser deixar ainda mais gostoso, acrescente chantilly no copo, canela em pó ou rodelas de limão.

Publicado em

Abençoado pelo Papa “O vinho é necessário para uma festa”

Papa Francisco, mais uma vez, deu um show e mostrou a que veio. Durante uma cerimônia em comemoração a casais que completam 50 anos de união, o Papa afirmou “Não se pode encerrar uma festa de casamento bebendo chá.  Seria uma vergonha. O vinho é necessário para uma festa”.

Isso mesmo, o maior líder da igreja Católica saudou o nosso amado vinho, nesta quarta-feira (08/06) no Vaticano diante de 20 mil fieis que comemoravam o amor na Praça São Pedro.

Os casais, que têm a sorte de celebrar meio século de amor, ouviram as palavras do Papa argentino que continuou saudando a bebida sagrada e sugerindo que estes sábios e experientes apaixonados transmitam a lição para os jovens  “Esse sim é que é o vinho bom da família, o vosso é um testemunho que os jovens casais devem aprender. Obrigado pelo vosso testemunho”.

O Papa, assim como um bom sul americano, quando faz bonito faz pra ser inesquecível,  leu também uma parte do Evangelho que diz “Em Caná os discípulos de Jesus se tornam a sua família e nasce a fé da Igreja. Àquelas núpcias todos nós somos convidados, para que o vinho novo não venha mais a faltar”.

Que vossa santidade sinta-se mais que convidado para conhecer conosco o nosso vinho brasileiro dos hermanos/irmãos do ladinho de onde ele nasceu e que cada dia mais se tornam fãs deste líder que tem se mostrado autêntico, generoso, que busca união, tolerância, igualdade. Enfim (!!!) uma pessoa que se utiliza da religião para pregar o que todos que acreditam em qualquer Deus deveriam difundir: o amor.

“Que o vinho novo não venha mais a faltar”. O que podemos dizer além de Amém!?

Publicado em

12/06: Em casal, sozinho ou entre amigos, comemore o dia do amor!

Dia dos namorados. Dia repleto de corações, declarações, paixão. Dia de restaurantes lotados, flores mais caras que jóias e… e… muita gente solteira querendo companhia.

Datas comemorativas têm o lado bonito e especial, mas tem o lado estressante também. Sejam os namorados tensos e preocupados com presentes e programação especial, sejam os solteiros cabisbaixos com vontade de ter alguém especial.

Na ciranda amorosa, como em muitas coisas da vida, a grama do vizinho parece mais verde que a nossa. Solteiros sentem falta de um amor. Comprometidos invejam o mundo de possibilidades. Mesmo que às vezes a chamada “solidão” seja uma realidade repleta de amigos, aventuras e paixões. E o “felizes para sempre”, um vazio repleto de silêncios.

Há duas saídas para fugir do peso do Dia dos Namorados. A primeira, escolhida pelos realistas céticos, é acreditar que tudo é um ato do capitalismo agressivo e nada tem valor. A outra, acreditar que tudo pode ser visto da melhor maneira. A palavra “namorar” vem de estar em amor. Estar em amor é muito maior do que compromissos firmados, romances e certezas.

Podemos ver este dia, do estar em amor, uma oportunidade para nos lembrarmos das pessoas que amamos, que nos fazem bem, que fazem o tempo parar e os problemas se afastarem. Tempo de avaliarmos nossas escolhas, relacionamentos e se só estamos aceitando o que merecemos, afinal, o principal amor é o que temos por nós mesmos.

Então, neste dia 12, levantemos a taça e comemoremos o amor, de todas as suas formas.

Estrada real
MG: Primeira Estrada uva Shiraz

A dois, sugerimos um aconchegante vinho tinto brasileiro de Minas Gerais, encorpado, para aquecer ainda mais os corações.

 

Araucaria Poty Brut
PR: Araucária Espumante Poty Brut

Entre amigos, sugerimos um alegre espumante brasileiro do Paraná, para a comemoração ficar ainda mais divertida.

 

LA Jovem Rose
RS: Luiz Argenta Rosé

Sozinho, um rosé brasileiro mais levinho. Lembre-se: dia dos namorados + bebida podem resultar em ligAÇÕES que você se arrependerá no dia seguinte. (Antes só vinho do que mal acompanhado).

No fim, seja feliz da sua forma, com seus amores, acertos e erros. E se ainda não tiver programação, lembre-se do Sunset Dia dos (COM ou SEM) Namorados Red Buteco de Vinhos brasileiros e venha comemorar com a gente!

Publicado em

O amor é espumante, tinto, branco e rosé

Não importa se vocês são do tipo gandaieiros, que não dispensam uma balada mesmo em casal. Ou se já nasceram no corpo de 90 anos, que querem só sossego dentro do conforto do lar. Não interessa se são um casal de moças, moços, moça e moço. Jovens senhores, senhoras, senhor e senhora. Se estão em lua de mel ou no meio de uma turbulência.

Não importa se tem dois dias de namoro, duas décadas, 60 anos. Tanto faz se é escondido, escancarado, tímido ou exagerado.

Se há amor, ele deve ser comemorado.

Dia 12, dia 26, dia 31! O amor é espumante, tinto, branco e rosé. Não tem jeito certo, nem dia certo. O importante é vivê-lo e saboreá-lo.

Nós, do Red Buteco de Vinhos, desejamos a todos um excelente dia dos namorados <3

Araucaria Poty Brut
PR: Araucária Poty Brut
Luiz Porto Cabernet Sauvignon
MG: Luiz Porto uva Cabernet Sauvignon
Guaspari Rose
SP: Guaspari uva Shiraz Rose
Sanjo Nubio Sauvignon Blanc
SC: Sanjo uva Sauvignon Blanc

 

Publicado em

12/06: O vinho quer que o chocolate seja o seu namorado! Será que eles combinam?

Gorduroso, forte e muito doce… Esses são os motivos que fazem o chocolate ser o alimento mais difícil de se harmonizar com vinho. Só que, como no amor, não é impossível e, quanto mais difícil, mais a gente quer.

Para dar certo, como em qualquer relacionamento, os dois lados têm que fazer a sua parte. O recomendado é que o chocolate não tenha muita gordura, ou seja,  50% de cacau no mínimo.  Já o vinho, tem que ter mais jogo de cintura e precisa se adequar aos tipos de chocolate. Sabemos que sempre tem um lado que cede mais…

Chocolate meio amargo combina com tintos leves ou encorpados como Cabernet Sauvignon e Merlot.

Chocolate amargo vai bem com tintos secos, sem passagem por madeira.

Se os chocolates não quiserem mesmo fazer a sua parte e continuarem com alto índice de gordura:

Chocolate branco combina com tintos ou brancos, importante é escolher a fermentação malolática (menos acidez no vinho), que dá um toque amanteigado e ajuda a harmonizar com o doce. Um Chardonnay frutado pode ser uma boa escolha.

Chocolate ao leite vai bem com vinhos brancos fortificados ou vinhos tintos secos. Tem que se ter cuidado com excesso de açúcar no doce, pode deixar os tintos secos, amargos. (Isso serve também para as relações…)

Espumantes são aqueles que “não têm tipo”, pode combinar com todos os chocolates!

Como no amor, quando a relação é saudável ela faz bem pra mente. Isso mesmo! Vinho e chocolate são ricos em polifenóis, que ajudam na oxigenação do cérebro.

Resumindo, neste Dia dos Namorados deixe o chocovalentine’s daylate se embebedar e o vinho se derreter!

Publicado em

Dia Nacional do Vinho: O tinto brasileiro é mais saudável

Muitas vezes falamos os benefícios que o hábito de se beber vinho tinto traz para saúde. O resveratrol, o oxidante natural presente nos vinhos tintos, é responsável por auxiliar nossa memória, melhorar o desempenho físico, prevenir a perda auditiva e – a notícia mais comemorada de que – uma taça equivale a uma hora de academia.

No entanto, poucos sabem que o vinho tinto brasileiro é ainda mais saudável que os demais. Foi comprovado que os vinhos brasileiros produzidos na Serra Gaúcha ocupam o segundo lugar no mundo em quantidade de resveratrol. A uva Merlot, bastante cultivada no sul do Brasil, apresenta maior teor do oxidante. Não bastam todos os motivos de se beber vinho, agora temos mais motivos ainda de se beber o vinho nacional que, além de fazer bem para saúde, vai te surpreender no delicioso sabor.

Outras castas que apresentam alto teor de substância é a Tannat e Cabernet Sauvingnon.

Para comemorar essa notícia, cuidando da sua saúde com prazer, selecionamos os mais deliciosos tintos nacionais. Aproveite o friozinho gostoso e venha comprar em nossa loja.

Terragnolo Merlot
RS: Terragnolo uva Merlot
Araucaria Angustifolia Merlot 375
PR: Araucária uva Merlot
Pizzato merlot
RS: Pizzato uva Merlot
Publicado em

5/Jun: Dia Nacional do Vinho – Vamos comemorar!

Em 2009 o senado brasileiro criou o Dia Nacional do Vinho. Antes de atirar pedras e afirmar que outras prioridades deveriam ser aprovadas – guarde as pedras para os outros inúmeros motivos –  esse dia foi criado para reconhecer o crescimento da produção nacional de um vinho gostoso, de qualidade, apreciado e aplaudido por especialistas do mundo todo. A produção de vinho gera mais emprego, melhora a economia, aumenta nosso orgulho do país e é um precioso incentivo para que consumamos mais o que produzimos.

Além da qualidade e prêmios, temos a diversidade. O Brasil produz vinho tinto, branco, rosé e espumantes. Possui ainda mais diversidade dentro de cada um, com os encorpados, os leves, os frescos, os ideais para o dia a dia até os mais requintados. Do sul ao nordeste, o brasileiro cada vez mais produz, consome e admira o vinho nacional.

O Red Buteco de Vinhos além de aplaudir os produtores nacionais e a comemoração do dia, aposta suas fichas e atesta a confiança em sua adega com mais de 70 rótulos, todos produzidos no país.

Venha comemorar este dia com um rótulo brasileiro, garantindo seu vinho pelo site ou conhecendo nossa loja.

 

Publicado em

24 / maio – Dia difícil de acordar e delicioso para um vinho!

Quem mora na capital paulista, provavelmente, teve dificuldades para acordar hoje. Às 6h da manhã, os ponteiros chegaram a 9,5º C, a temperatura mais baixa do ano. Estudos apontam que este frio forte se estenderá até quarta-feira e, mesmo com sol, os termômetros não irão subir muito.

Notícia triste para os friorentos. Notícia maravilhosa para quem adora um tinto!

Uma curiosidade é que ao contrário do que se pensa, o vinho não aumenta a temperatura do corpo, mas ajuda, sim, a diminuir a sensação de frio.

No entanto, não basta ser tinto. Para o vinho causar essa sensação acolhedora de aquecimento, ele precisa ser mais encorpado, calórico, causar sensação de calor na boca e com teor alcóolico maior. O vinho tinto costuma ter 13% de álcool, então a variação para 15% já causa uma sensação de aquecimento. Lembre-se que a temperatura ideal para se servir o tinto é de 16º a 21º C.

Atenção para os pratos quentes, alguns deles são melhor harmonizados com vinho branco. E essa combinação também alivia o frio.

Fizemos uma lista de sugestões para te aquecer ou, se preferir, venha se esquentar conosco na nossa loja e gastrobar.

Lidio elos Terragnolo Merlot Dal Pizzol Touriga Nacional