Publicado em

O vinho, bebida historicamente oficial do carnaval – Entenda o motivo

Deus do vinho sagrado e do Carnaval profano!

Você sabe quem foi o deus grego Dionísio? Nunca ouviu falar? Ajudaria se eu dissesse que ele era filho de Zeus com sua amante, a princesa Sêmele? E que ele passou sua vida fugindo de sua madrasta, Hera? Ainda não, né?

Pois ele não foi o único fruto desse adultério. Criado longe da cidade, em uma caverna, Dionísio descobriu que ao espremer uma fruta – uvas maduras – ele conseguia um líquido gostoso que o deixava feliz: o vinho.

Quando percebeu o bem que a bebida o causava, decidiu apresentá-la para o máximo de pessoas possível. Atravessou a Ásia ensinando o que o cultivo da uva era capaz de fazer. Assim, de filho bastardo, ele passou a ser cultuado como o deus do vinho!

De volta a Tebas, onde nasceu, Dionísio promovia festas que eram cultos a si mesmo. Essas comemorações foram crescendo e deram origem ao que nós chamamos de Carnaval!

Dionísio era um ser contraditório. Deus do vinho – a bebida mais sagrada da maioria das religiões – e o pai da festa mais profana de todas, e que você não sabia quem era mas que, com certeza, tem a gratidão de todos seja pela festa, pelo feriado ou pelo vinho!

Seguem, ao lado, sugestões de vinhos para que você homenageie Dionísio, nesse Carnaval, com um belo brinde.