Publicado em

Por que o brasileiro não toma o próprio vinho?

Ando me indagando muito a respeito do fato do Brasil ganhar tantos prêmios internacionais atestando a qualidade dos seus vinhos e, mesmo assim, os brasileiros o consumirem tão pouco.

Para buscar respostas, resolvi analisar 4 variáveis: hábito, região, clima e qualidade.

HABITO: Em minhas pesquisas, e também mesmo sem estatísticas profissionais, observei que não temos o hábito de beber tanto vinho. Outras bebidas fazem muito mais parte das mesas dos brasileiros, basta observar.

Rio Sol Reserva Tinto
Vinícola portuguesa, produção em Pernambuco – R$ 60,00

A média per capita nacional de consumo de vinho é de 2 litros por ano. Se analisarmos separadamente, esta média aumenta e muito. Como no Rio Grande do Sul que, em média, 9 litros de vinho são consumidos por pessoa/ano. E na Serra Gaúcha, tradicional produtora de vinhos, a média sobe para 25 litros por pessoa.

REGIÃO: Pode se pensar que onde se produz vinho, se consome mais. Só que poucos sabem que o Brasil produz vinhos no Sul de Minas, em Goiás, nos interiores de São Paulo e Santa Catarina, no Paraná e no Nordeste. Sim! No Nordeste!!! Na divisa de Bahia e Pernambuco!

CLIMA: Mesmo assim, é fato que a média muda por região. Seria o clima? Também não me convenceu muito. Pensamos em sul do país e nos vem imagem de frio, mas também se faz temperaturas altíssimas por lá. Ontem mesmo a previsão para o RS era máxima de 37 graus!!

Além disso, os espumantes são ótimas opções para tempos quentes.

Cave Geisse Terroir Rose Brut
Cave Geisse, a vinícola ícone e mais premiada por sua qualidade – R$ 150,00

QUALIDADE: Falando em espumantes, chega a lógica que menos faz sentido pra mim. Muitas pessoas dizem que como o Champagne não há. Ok. O Champagne é o número 1. No entanto, o espumante brasileiro não fica atrás, como muitos acreditam, e está ganhando cada vez mais destaque pelo mundo. O nosso espumante tornou-se aposta de muitos especialista que ele dividirá o pódio com o primo francês.

Cabral, consultor de vinhos do Pão de Açúcar, afirma que daqui há 30 anos o espumante brasileiro será um dos dois melhores espumantes do mundo, acompanhado pelo Champagne.

Mesmo com prêmios e apostas, há quem continue entortando o nariz. Para entender melhor, fui então analisar a bebida queridinha do Brasil. Não, nem fui na cerveja, fui no café mesmo! O Brasil é o maior produtor e exportador de café do mundo, e o segundo maior consumidor da bebida. Só que, de acordo com matéria do Uol Economia Agronegócio, das 47 milhões de sacas consumidas, só 5 milhões possuem alto padrão de qualidade. A matéria afirma que o Brasil, comprovadamente, aceita baixo padrão e qualidade no café. Na bebida que ele toma todo o santo dia!!!, várias vezes ao dia.

Pizzato Chardonnay
Servido na classe executiva da KLM e exportado para Estados Unidos, Reino Unido e Holanda

É muito comum falarmos – indignados – que produzimos o melhor grão de café, exportamos, e depois não conseguimos pagar pelo nosso próprio produto!

Mas então pera aí. Produzimos uns dos melhores cafés, os exportamos e consumimos os piores. E tudo bem. Mas os vinhos que produzimos, exportamos, ganham prêmios, são servidos em eventos no mundo todo, a gente vira o nariz? Quando a qualidade é atestada no Brasil e no exterior, a gente, mesmo assim, quer o que vem de fora?

É… continuei sem entender quem torce o nariz antes de conhecer. Só que durante o tempo que escrevo esse texto, as vendas dos vinhos brasileiros aumentam. Inclusive a sua produção. Se bobear, já estou defasada em relação ás estatísticas. Cada vez mais o brasileiro está tendo o hábito do espumante em praias e clubes, por exemplo. Aos poucos, as pessoas vão conhecendo nossos tintos, brancos e rosés, sim!, produzimos, também, os três, além dos famosos espumantes!!!

E se você ainda não se convenceu, venha conversar com a gente em nossa loja e gastrobar a partir do dia 27/04/2016, e entender porque apostamos fichas e sonhos no nosso vinho nacional!

Se está com pressa, a nossa loja virtual está á sua disposição. Preços justos e entrega rápida!