Apresentação dos novos espumantes Pericó – SC

O sommelier da Vinícola Pericó – SC, Rodrigo Colognese, estará em São Paulo, no Red Buteco de Vinhos, para apresentar a nova linha de espumantes da vinícola. Entrada gratuída para degustação dos novos espumantes Pericó Vivaia a partir das 19h.
 
Faremos uma degustação especial de rótulos de castas francesas da vinícola Pericó às 20:30h para um grupo limitado a 12 pessoas.
Valor de R$ 30 (confirmações por telefone ou email).
100% do valor é revertido na compra de produtos Pericó.
 
Venha ao RED degustar os novos sabores de Santa Catarina e aproveitar o happy hour e jantar com pratos especiais para a harmonização com os espumantes da Pericó.
Publicado em

Rompendo barreiras: 3 dicas para curtir vinhos

O RED BUTECO DE VINHOS selecionou 3 dicas (praticamente leis para nós do RED) para você apreciar ainda mais o vinho brasileiro, sentir-se mais familiarizado e romper qualquer barreira!

1.Temperatura do vinho: ambiente ou “gelado”?
Dica 1 já é uma polêmica: vinhos tintos na temperatura ambiente: da primavera e na sombra da Europa, fica realmente perfeito! A indicação de temperatura para servir que quase todos os rótulos trazem dizendo se melhor beber a 15, 16, 17… graus o vinho tinto ou 8, 9, 10 o vinho branco seguramente irá deixar a experiência mais prazerosa.

Portanto: balde com AGUA e (no máximo) 1/4 de gelo deixará a sua garrafa na temperatura ideal em questão de poucos minutos. Depois é só aproveitar o momento!

faces rose
RS: Lidio Carraro Rio 2016 Rosé

2. Vinho sem rolha (aquele com tampa de rosca) não deve ser muito bom…
Vamos ao fato: rolha de cortiça serve para manter a garrafa fechada e ainda proporciona o vinho uma certa respiração. Enquanto a tampa de rosca serve para manter a garrafa fechada e livre da oxidação também! A grande diferença é que a rolha de cortiça poderá proporcionar ao vinho mais tempo de guarda enquanto a tampa de rosca já foi feita para vinhos que são feitos para se beber jovens (ou seja, vinhos gostosos, de safras bem recentes, e que estão prontos para beber!).

3. Espumante é ótimo para celebrar, para esbanjar e para festejar!
100% verdade e além disto acrescentamos: ótimo para beber todos os dias com as mais variadas refeições e pratos brasileiros. Pois os espumantes brasileiros, além de ultra reconhecidos mundo afora, são vinhos com boa acidez e com gás carbônico (claro, as borbulhas… perlage!). E acidez com borbulhas significam versatilidade na boca e ótima capacidade de limpeza das papilas gustativas! Experimente espumante brasileiro nos seus jantares da semana e nos conte o quanto combinou!

Publicado em

Bolhas para refrescar: boas pro corpo e pro bolso

Depois de se esbaldar no Natal e no Ano Novo, seria incrível se pudéssemos fazer como os nossos amigos do hemisfério norte: esconder nossos excessos por baixo de casacos e sobretudos. Aqui no Brasil (olha que loucura!),  depois das festas, pernis, rabanadas, panetones, é hora de tirar os biquínis e sungas do armário e por pra fora o nosso corpinho num solzão de matar!

Não que estejamos aqui cultuando o corpo perfeito e a ditadura da beleza, mas todos nós gostamos de nos sentir bem e, principalmente, leves e saudáveis. Por isso, para não ganhar (mais) quilinhos neste verão, sem deixar de se hidratar e se refrescar, uma ótima opção é trocar bebidas supercalóricas pelas bolhas dos espumantes brasileiros.

Combinados com comidas leves como peixe, com seu teor calórico baixo, o espumante faz bem pro pulmão, coração, pressão e ajuda a manter o peso. Em doses moderadas, tá, gente?

Nossa, mas e a taxa de importação? E o dólar altíssimo? E a crise? E o Trump??? A boa notícia é que o Brasil é referencia mundial em qualidade dos espumantes. Rótulos nacionais dão de mil em muitos espumantes impronunciáveis, tanto no sabor, quanto no valor.

Assim como as praias, espumante brasileiro não tem igual.

Dicas RED:

Araucaria Poty Brut
Espumante método tradicional POTY – Araucária PR
Rio Sol Rose
Espumante Rosé Brut – Rio Sol PE
Angus Extra Brut
Espumante extra brut – Guatambu RS
Publicado em

Que calor! Que tal um sorvete de espumante Nacional?

O casamento entre a vinícola Dal Pizzol e Sorvete Brasil sofisticou a sua tacinha de sorvete.

Desde 2014, o sorvete de espumante artesanal, livre de conservantes e gorduras hidrogenadas é sucesso no Rio.

A vinícola Dal Pizzol, que possui mais de 40 anos de tradição e qualidade, acredita que essa mistura é uma ótima pedida para o verão. Não tem como não se derreter, não é mesmo?

Publicado em

Cave Geisse: o Brasil entre os Top Mundo

Todos nós gostaríamos de ter um currículo como este:
– Recentemente nomeada Vinícola do Ano do Novo Mundo pela principal revista Americana especializada em Vinhos, “Wine Enthusiast”
– Cave Geisse é o único produto brasileiro indicado no famoso livro “1001 vinhos para se beber antes de Morrer”
– Cave Geisse Terroir é o único espumante brasileiro listado no Atlas do Vinho de Jancis Robinson (UK) – uma das principais influências do mundo do vinho junto com Robert Parker (USA)

mario-geisse
Acervo: Cave Geisse

Conheça a Família Geisse: quem projetou o espumante brasileiro para o mundo!
Os Geisse escolheram a região de Pinto Bandeira, na Serra Gaúcha, para fincar suas raízes e iniciar uma história de tradição e amor na elaboração de  espumantes premium, trabalhando um terroir demarcado e selecionado pela suas características singulares e ideais para produção das variedades Chardonnay e Pinot Noir.

O fundador da vinícola, Sr. Mário Geisse, chega ao Brasil no final dos anos 70 quando recebeu o convite da Moët & Chandon para abrir o mercado na América Latina. Passado alguns anos no Brasil, Mario Geisse, escolheu a região de Pinto Bandeira para fincar suas raízes e iniciar uma história de tradição e amor na elaboração de  espumantes premium.

irmaos-geisse
Acervo: Cave Geisse

No final dos anos 90, seus filhos foram se incorporando em diferentes área do negócio para dar sequência ao trabalho e projetar o vinho brasileiro para o mundo!

Conhecendo Pinto Bandeira, o terroir brasileiro para espumantes elaborados a base de Chardonnay e Pinot  Noir
Os vinhedos Geisse estão plantados em uma área demarcada em virtude de características específicas: altitudes acima dos 700m, com exposições norte e solos de origem basáltica da era Juro-Cretácea, que permitem excelentes níveis de drenagem além de proporcionarem características singulares aos espumantes, atualmente considerada uma das melhores regiões do mundo para se elaborar espumantes de alto nível.

Atualmente são elaborados 12 espumantes diferentes entre as duas marcas, Cave Geisse e Cave Amadeu, com uma produção total anual de 230.000 garrafas anos, todas pelo método tradicional – como se faz na região francesa de Champagne!

Sustentabilidade como diferencial produtivo
Os espumantes Cave Geisse são elaborados com uvas provenientes 100% de vinhedos próprios, ecologicamente corretos, conduzidos de maneira sustentável e sem resíduos químicos prejudiciais a saúde.
A Vinícola Geisse foi a pioneira na utilização do sitema TPC ( Thermal Pest Control) que permite o cuidado dos vinhedos sem utilização de agrotóxicos desde sua floração até a colheita, garantindo frutas livre de resíduos químicos prejudiciais a saúde e ainda com melhores resultados de qualidade, sem prejudicar o meio ambiente, diminuindo a utilização de água e consequentemente a contaminação dos solos e lençóis freáticos.

rotulos-geisse

Os mais premiados rótulos da linha Cave Geisse são encontrados aqui:

Cave Geisse Blanc de Noir
Cave Geisse Extra Brut
Cave Geisse Amadeu Rosé Brut
Cave Geisse Amadeu Brut
Cave Geisse Espumante Nature
Cave Geisse Terroir Rosé Brut

Para saber mais: www.cavegeisse.com.br

Degustação: Conheça a Família Geisse

Sábado é dia de Degustação Guiada com nossos sommeliers!

Venha conhecer alguns dos melhores e mais premiados espumantes do Brasil, produzidos pela Vinícola Cave Geisse, do Rio Grande do Sul.

Como vai funcionar: Experiência de três taças de 150ml das diferentes linhas de espumantes da vinícola, com todas as informações sobre a tradicional família de Pinto Bandeira, especificações técnicas e harmonizações. Tudo do jeito RED!

Rótulos: Cave Amadeu Brut, Cave Geisse Nature, Cave Geisse Terroir Rosè.

Horário: 16h à 1h

Publicado em

Na quadrilha, o vinho faz par com a pipoca

PE: Rio Sol Brut
PE: Espumante Rio Sol

Pipoca salgada, feita na manteiga, faz ótimo par com um bom espumante. O sabor amanteigado combina com as borbulhas e o frescor do vinho – sugerimos um vinho brasileiro e espumante de Pernambuco, para combinar ainda mais com São João! Se for na hora de trocar os casais, outra boa opção é o Sauvignon Blanc.

Pipocas salgadas, feitas com óleo vegetal, puxam a quadrilha com tintos adocicados.

Aurora Chardonnay
RS: Aurora uva Chardonnay

Já as pipocas doces, que combinam com o a baixa temperatura, faz ótimo caracol com vinhos brancos por conta da perfeita combinação do açúcar caramelizado com as notas amendoadas do vinho.