Red & Rosa: Vinhos Brasileiros Para Equipes Comerciais

Público alvo:

  • Sommeliers atuantes nos diversos canais de vendas e atendimento ao consumidor final
  • Representantes e vendedores diretos das vinícolas brasileiras
  • Equipes da rede de distribuição
  • Atendentes de lojas e empórios
  • Equipes que atuam em feiras e eventos com degustação ao público

Objetivo: Munir os participantes das equipes comerciais das vinícolas e distribuidores de informações sobre a história e a realidade dos VINHOS BRASILEIROS e ensinar técnicas básicas de degustação.

Formato: Dois encontros presenciais de 3h cada, o primeiro abordando a realidade dos vinhos no Brasil e o segundo as técnicas básicas de degustação, onde serão provados os vinhos levados pelos participantes em degustação às cegas.

Turmas de 10 alunos

Investimento: R$ 250,00 (duzentos e cinquenta reais) por pessoa. Cada turma poderá ter um máximo de 4 participantes de uma mesma empresa por vez.

Obs: Poderão ser abertas turmas exclusivas para uma empresa, desde que tenham um mínimo de 10 alunos, em dias e horários a serem combinados com a direção do RED

Red & Rosa: Vinhos Brasileiros Para Equipes Comerciais

Público alvo:

  • Sommeliers atuantes nos diversos canais de vendas e atendimento ao consumidor final
  • Representantes e vendedores diretos das vinícolas brasileiras
  • Equipes da rede de distribuição
  • Atendentes de lojas e empórios
  • Equipes que atuam em feiras e eventos com degustação ao público

Objetivo: Munir os participantes das equipes comerciais das vinícolas e distribuidores de informações sobre a história e a realidade dos VINHOS BRASILEIROS e ensinar técnicas básicas de degustação.

Formato: Dois encontros presenciais de 3h cada, o primeiro abordando a realidade dos vinhos no Brasil e o segundo as técnicas básicas de degustação, onde serão provados os vinhos levados pelos participantes em degustação às cegas.

Turmas de 10 alunos

Investimento: R$ 250,00 (duzentos e cinquenta reais) por pessoa. Cada turma poderá ter um máximo de 4 participantes de uma mesma empresa por vez.

Obs: Poderão ser abertas turmas exclusivas para uma empresa, desde que tenham um mínimo de 10 alunos, em dias e horários a serem combinados com a direção do RED

Degustação às cegas: Brasil x Argentina x Chile

Venha degustar 4 rótulos da América do Sul, com uma das uvas mais famosas do mundo: Cabernet Sauvignon!

Mas não é 100% cabernet… Todos os rótulos levam 1 outra uva – que não contaremos qual é – para compor e expressar o melhor que 2 castas podem revelar em sua taça!

O que você acha de participar de uma degustação às cegas, provando 2 rótulos Brasileiros, 1 Argentino e 1 do Chile, numa verdadeira Batalha de Países?

Clique aqui e garanta a sua participação!

Em nosso evento de degustação, desafiamos você e seus amigos a provarem, conversarem e chegarem a conclusão de como a Cabernet Sauvignon se adaptou e como ela se expressa no terroir brasileiro e sul-americano!

Serão servidos 60ml de cada rótulo, num total de 4 diferentes vinhos.

Vinhos (apenas a origem para não entregar a informação antes do tempo)
Brasil: Santa Catarina e Rio Grande do Sul
Argentina: Mendonza
Chile: Valle Colchagua

Publicado em

Festa Junina: Vinho quente

Uma das festas mais tradicionais do Brasil é celebrada em volta de uma fogueira para espantar o frio da ocasião. O mês de junho e julho (afinal, Festa Julina já é quase oficial) é a época do ano em que as temperaturas mais caem no nosso país. Então é hora de comer comidas gostosas, usar vestidos enormes, chapéu, dançar animadamente em volta da fogueira e se deliciar com bebidas quentinhas.

Uma delas é o Vinho Quente, preparado com vinho tinto seco ou suave. No meio de correios elegantes e prisões providencias, a bebida aquece não apenas o corpo mas o coração.

Receita Vinho Quente

Para 20 pessoas:

2 litros de vinho tinto (seco ou suave)
3 xícaras de água
2 xícaras de açúcar
2 maçãs picadas
2 xícaras de abacaxi picados
Cravo em pau
Canela em pau

Em fogo alto, misture água e açúcar em uma panela. Adicione canela e cravo e tampe a panela e ferva por 10 minutos. Adicione vinho e, assim que aumentar a fervura desligue o fogão para não perder o teor alcóolico da bebida. Adicione suas frutas prediletas e caminho da roça!

Publicado em

Teste cego: você aceita este desafio?

Na Expovinis foi realizado o teste cego de um vinho para os participantes dizerem de qual país de procedência e também a sua uva!

O RED BUTECO DE VINHOS gosta MUITO de bons e deliciosos desafios e, por isto, propõe a você vir nos visitar e depois a nos contar qual sua percepção do vinho brasileiro! Bom proveito!

Rua Mourato Coelho, 1.160 – Vila Madalena – São Paulo – SP

Publicado em

Casa Perini: vinhos de Farroupilha

Vínicola Casa Perini. Acervo: Casa Perini
Vínicola Casa Perini. Acervo: Casa Perini

A vinícola Casa Perini está localizada na Serra Gaúcha, sub-região do Vale Trentino, em Farroupilha, Rio Grande do Sul. Sua história iniciou em 1876 com a chegada da família Perini ao Brasil.

Em 1929, o filho de imigrante italiano João Perini começou a elaborar seus primeiros vinhos de forma artesanal no porão de sua casa, quando os fornecia para cerimônias festivas da comunidade local, no Vale Trentino, em Farroupilha. Quatro décadas após o patriarca iniciar sua modesta produção seu filho, Benildo Perini, viria a promover mudanças maiores.

“Em outubro de 1970 resolvi ampliar os negócios da família, fundando a Casa Perini. Motivado e apaixonado por transformar a uva em vinho, busco a cada ano aperfeiçoar a vinícola com equipamentos, tecnologia e equipe qualificada, pois sem uma equipe profissional a arte de elaborar vinhos perde criatividade e talento. E o que seria de qualquer arte sem esses elementos?”

A  Casa Perini utiliza o sistema de espaldeiras em forma de “Y”, no qual a livre circulação de ar e a maior incidência de raios solares sobre as vi­deiras proporcionam uvas com grande concentração de açúcares e matérias corantes, indispensáveis para à elaboração de vinhos de qualidade superior.  Além disto, a região de Farroupilha recebeu recentemente a Indicação de Procedência para a uva Moscato, o que afirma que a região é especialista em produzir está variedade, este reconhecimento foi aprovado pela OIV (Organização Internacional do Vinho e da Vinha).

Espaldeiras em forma de Y. Acervo: Casa Perini
Espaldeiras em forma de Y. Acervo: Casa Perini

Com uma extensa linha de produtos, a vinícola tem como destaque em sua produção os vinhos das uvas: Merlot, Moscato, Cabernet Sauvignon, Tannat, Chardonnay, Pinnot Noir, Marselan, Barbera, entre outras – ao todo são 92 hectares de vinhedos próprios – o que coloca a vinícola entre as maiores do Brasil.

perini-quatro

Entre os rótulos de maior destaque estão: Perini Quatro (Vinho ícone), a linha Casa Perini Espumantes (Brut, Brut Rose, Prosseco, Demi-sec, Moscatel, Moscatel Rose Aquarela e Casa Perini 18 meses 1.5L), Linha Fração Única (Cabernet Sauvignon, Merlot e Chardonnay) e Osaka (vinho rose).

 

Familia Perini. Acervo: Casa Perini
Familia Perini. Acervo: Casa Perini

 

“Meu pai sempre enfatizou que o valor real da terra existe quando associado ao trabalho árduo ao longo dos anos. É, sem dúvida, um legado que carrego e busco perpetuar “Benildo Perini (Fundador e Diretor da Casa Perini).

Publicado em

Você está de férias. Seu bom gosto, não!

Não é porque o mundo decidiu se jogar na música “Deu onda” segurando uma breja gelaaaada tatuando sobrancelha de henna na praia, que você tem que fazer o mesmo. Se você não quiser, claro.

Ainda vivemos num país livre, Ufa!!! Você tem sinal verde para se deliciar de sua bebida favorita, mesmo se estiver fazendo sensação térmica de 62 graus, (homenagem a turma de Cabo-Frio) sem ar condicionado, no meio da praia, em qualquer lugar.

“- Vinho? No calor?”  “– Tá maluco?”  “- Que frescura!” Claro que os donos destas falas não conhecem vinho como nós, então seguem aí umas dicas para você não desmaiar desidratado, mas sem precisar abandonar sua bebida predileta:

Espumante: As bolhas de espumante combinadas com iscas de peixe, salmão e azeitonas são uma ótima pedida pra esses dias de um sol pra cada um. Ah, claro, o que não pode faltar é um balde grande com gelo!

Vinhos brancos refrescam à distância, tanto um Chardonnay quanto um Sauvignon Blanc.

Os vinhos rosés, que já entendemos que quem tem preconceito com eles é a turma do “vinho no verão não pode”, são deliciosos nestes dias que parece que moramos em Mercúrio. Além de refrescar, tem uma cor que combina com a estação deixando suas fotos mais incríveis ainda. #nofilter

capoani-gamay-nouveau
RS: Capoani uva Gamay

E até vinhos tintos, por que não? Vinhos tintos leves podem ser sim uma boa pedida em altas temperaturas. A dica é mantê-los em um balde com água fresca. Nossa dica é o GAMAY da CAPOANI, de Monte Belo do Sul, no Rio Grande do Sul.

Brinde o verão do seu jeito!

Publicado em

Vinho faz bem para a pele

Poucas pessoas sabem que os flavonoides presentes no vinho são base de muitos produtos de beleza. Eles evitam o envelhecimento precoce pois combatem os radicais livres que colaboram com o surgimento de rugas.

Por isso, tomar uma taça de vinho por dia ajuda na beleza da pele e, também,  dos cabelos.

Só que o que ainda menos pessoas sabem é que o vinho é bom diretamente na pele. Isso mesmo, máscara de vinho!

Entenda o motivo:
A água, que representa 80% do vinho, é a melhor base de um cosmético.
10 a 20% desta água possui o etanol e glicerol que atuam como antissépticos.
8% do vinho é composto por ácidos, que agem como microesfoliantes que deixam a pele lisa e macia.
O vinho contém taninos, que são ativos antioxidantes que evitam a formação de radicais livres sobre a pele.
E quase 15 % do vinho são açucares, que são hidratantes naturais.

Como fazer a máscara:
½ xícara de chá de vinho tinto de qualidade
½ xícara de chá de água fria
1 sachê de gelatina sem sabor

Misture gelatina na água e leve ao fogo brando. Mexa bastante até dissolver e não deixe ferver.  Retire do forno, espere esfriar e adicione o vinho. Mexa até que ele se misture completamente. Coloque na geladeira por 15 minutos. Antes de aplicar, limpe bem o rosto e o deixe totalmente seco.

Após aplicação, espere 30 minutos. Importante lembrar que a remoção tem que ser feita com água fria.

Opte por aplicar a máscara à noite, já que é recomendável não se expor ao sol depois da aplicação.

Vinho na Vila – MIS

De 25 a 27 de novembro ocorre no MIS – Museu da Imagem e Som de São Paulo o evento Vinho na Vila – vinhos brasileiros.

Uma grande oportunidade de conhecer rótulos brasileiros, conversar com os produtores nacionais.

O RED estará presente no evento trazendo ao público a Vinícola Maximo Boschi, de Bento Gonçalves.

Conheça mais sobre a vinícola: Maximo Boschi

Compre em nosso site os vinhos da Maximo Boschi: Clique aqui

Publicado em

Cave Geisse: o Brasil entre os Top Mundo

Todos nós gostaríamos de ter um currículo como este:
– Recentemente nomeada Vinícola do Ano do Novo Mundo pela principal revista Americana especializada em Vinhos, “Wine Enthusiast”
– Cave Geisse é o único produto brasileiro indicado no famoso livro “1001 vinhos para se beber antes de Morrer”
– Cave Geisse Terroir é o único espumante brasileiro listado no Atlas do Vinho de Jancis Robinson (UK) – uma das principais influências do mundo do vinho junto com Robert Parker (USA)

mario-geisse
Acervo: Cave Geisse

Conheça a Família Geisse: quem projetou o espumante brasileiro para o mundo!
Os Geisse escolheram a região de Pinto Bandeira, na Serra Gaúcha, para fincar suas raízes e iniciar uma história de tradição e amor na elaboração de  espumantes premium, trabalhando um terroir demarcado e selecionado pela suas características singulares e ideais para produção das variedades Chardonnay e Pinot Noir.

O fundador da vinícola, Sr. Mário Geisse, chega ao Brasil no final dos anos 70 quando recebeu o convite da Moët & Chandon para abrir o mercado na América Latina. Passado alguns anos no Brasil, Mario Geisse, escolheu a região de Pinto Bandeira para fincar suas raízes e iniciar uma história de tradição e amor na elaboração de  espumantes premium.

irmaos-geisse
Acervo: Cave Geisse

No final dos anos 90, seus filhos foram se incorporando em diferentes área do negócio para dar sequência ao trabalho e projetar o vinho brasileiro para o mundo!

Conhecendo Pinto Bandeira, o terroir brasileiro para espumantes elaborados a base de Chardonnay e Pinot  Noir
Os vinhedos Geisse estão plantados em uma área demarcada em virtude de características específicas: altitudes acima dos 700m, com exposições norte e solos de origem basáltica da era Juro-Cretácea, que permitem excelentes níveis de drenagem além de proporcionarem características singulares aos espumantes, atualmente considerada uma das melhores regiões do mundo para se elaborar espumantes de alto nível.

Atualmente são elaborados 12 espumantes diferentes entre as duas marcas, Cave Geisse e Cave Amadeu, com uma produção total anual de 230.000 garrafas anos, todas pelo método tradicional – como se faz na região francesa de Champagne!

Sustentabilidade como diferencial produtivo
Os espumantes Cave Geisse são elaborados com uvas provenientes 100% de vinhedos próprios, ecologicamente corretos, conduzidos de maneira sustentável e sem resíduos químicos prejudiciais a saúde.
A Vinícola Geisse foi a pioneira na utilização do sitema TPC ( Thermal Pest Control) que permite o cuidado dos vinhedos sem utilização de agrotóxicos desde sua floração até a colheita, garantindo frutas livre de resíduos químicos prejudiciais a saúde e ainda com melhores resultados de qualidade, sem prejudicar o meio ambiente, diminuindo a utilização de água e consequentemente a contaminação dos solos e lençóis freáticos.

rotulos-geisse

Os mais premiados rótulos da linha Cave Geisse são encontrados aqui:

Cave Geisse Blanc de Noir
Cave Geisse Extra Brut
Cave Geisse Amadeu Rosé Brut
Cave Geisse Amadeu Brut
Cave Geisse Espumante Nature
Cave Geisse Terroir Rosé Brut

Para saber mais: www.cavegeisse.com.br