Publicado em

Vinhedos Capoani: vinhos para a alma

A referência “vinícola boutique” faz mais sentido quando conhecemos a história e os produtos da Vinhedos Capoani. Ainda que a vinícola não incorpore o rótulo “boutique” em sua marca, acreditamos que ela representa bem o que melhor há no conceito:

– Apenas 13 hectares de plantação: com 6 castas, sendo as principais Merlot, Chardonnay, Pinot Noir e Gamay!
– Produção média por rótulo de apenas 3 mil garrafas anualmente!
– Design arrojado de suas garrafas.
– Vinhos de forte personalidade e feitos para tornarem-se lembranças para a alma.

A história se inicia em 1973 quando Volmir Luis Capoani plantou as primeiras videiras em Bente Gonçalves e ao longo de mais de 3 décadas forneceu uvas para importantes vinícolas brasileiras. Em 2009, com o falecimento de Volmir, seu filho, Noemir Capoani e seus netos William e Renan, assumem a gestão da vinícola e iniciam o projeto de produção do próprio vinho – um antigo sonho da família Capoani.

Acervo: Vinhedos Capoani
Acervo: Vinhedos Capoani

 

A vinícola está localizada em Bento Gonçalves e os vinhedos divididos entre Bento Gonçalves e Monte Belo do Sul (logo do lado de Bento) também localizada no Vale dos Vinhedos.

O sistema de condução das videiras é 100% espaldeiras e os vinhedos mais antigos possuem 15 anos, enquanto os mais novos 5 anos. Estão localizados em terras não muito altas, de 600 metros de altitude e em solos de características argilosas, baixa fertilidade e baixo teor de matéria orgânica. Uma excelente combinação para proporcionar uvas com alta concentração de açúcar e ideais para passar pelo processo de fermentação.

Em sua essência a Vinhedos Capoani busca a elaboração de vinhos e espumantes, explorando a identidade regional com olhar nas aspirações dos consumidores modernos que buscam produtos com atitude inovadora.

capoani-gamay-nouveau

 

Uma prova da atitude inovadora da vinícola é o seu rótulo de gamay. Um vinho jovem, perfeito para o verão brasileiro. Sua temperatura ideal de serviço é 11 graus, sendo um vinho agradável e com todas as boas características da casta, como se encontram nos seus melhores pares franceses.

Publicado em

Qual o segredo da Lidio Carraro?

Conciliar bons vinhos com preço justo não é uma cartilha que o Brasil e, digamos, o mundo do vinho sabe fazer bem. Apesar disso, a Lidio Carraro apostou nesta inequação e, literalmente, vem colhendo bons frutos.

Tanto que o comitê olímpico Rio 2016 já anunciou que a vinícola irá fornecer novamente, como também aconteceu na Copa do Mundo da FIFA 2014, os vinhos e espumantes exclusivos dos jogos, produtos que serão comercializados a partir de fevereiro e que detêm a marca oficial da olimpíada.

A Lidio Carraro também é uma vinícola familiar e de origem italiana, produzida no Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves. Um dos diferenciais da vinícola é que ela procura não usar barricas de carvalho e elabora seus vinhos com métodos mais naturais possíveis, em busca da exclusiva essência do terroir. Com um pouco mais de quinze anos de existência, a Lidio Carraro já conseguiu grandes feitos e vem representando o Brasil em cenários mundiais.

Se o precursor do negócio é o viticultor Lidio Carraro, uma das suas grandes forças da vinícola é a sua comercialização, e para alcançar mercados no qual muitos gostariam de estar, essa força tem nome e sobrenome, Isabel Carraro, a matriarca da família que não aceita “não” como resposta. Em uma conversa exclusiva com o Red Buteco, no Vale dos Vinhedos, ela contou que vai atrás de todo mundo que considera importante para o seu negócio, sem medo e com a coragem de quem sabe que tem um bom produto para apresentar.

O exemplo dessa persistência é que a vinícola iniciou os contatos com a FIFA em 2011 e, após um rigoroso processo, muita concorrência com os gigantes do mundo do vinho e alguns anos de espera, em 2014 a Lidio Carraro foi a escolhida.

A vinícola já conta com uma grande variedade de marcas, entre elas a própria Lidio Carraro, Grande Vindima, Elos, Coletânea, Da’divas Espumantes, Da’divas Vinhos, Agnus e a linha Faces World Cup. De variedades de uvas como cabernet sauvignon, chardonnay, pinot noir, tannat, merlot, outras foram trazidas pela família, entre elas touriga nacional, tempranillo e nebbiolo. Atualmente, a empresa exporta para 18 países, sendo 16 na Europa, além de Estados Unidos e Canadá.

Publicado em

#MalbecWorldDay: Você não ficará de fora, certo?

O RED Buteco de Vinhos escolheu uma garrafa para chamar de sua: ELOS Malbec – Cabernet Sauvignon da querida Vinícola Lidio Carraro. Uma edição especial foi produzida com a marca RED Buteco de Vinhos estampada no rótulo.

Aproveite o dia mundial do Malbec recebendo em sua casa, com desconto especial, este rótulo exclusivo. Clique abaixo e aproveite a promoção especial do #MalbecWorldDay.

Lidio elos
RS: Lidio Carraro ELOS Malbec / Cabernet Sauvignon
Publicado em

Pizzato: você já conhece a uva Alicante Bouschet?

A Pizzato conseguiu produzir com incrível maestria o único varietal (vinho feito com 100% de uma única casta de uva) elaborado a partir da uva alicante bouschet, fabricado no Brasil e produzido em escala comercial.

Já que falamos sobre o assunto varietal, vinho produzido com uma única variedade de uva ou com predominância de uma determinada uva, entenda também sobre o vinho de corte, que é produzido a partir de variações de uvas, também conhecido como blend ou assemblage.

Como classificar, então, o Alicante Bouschet? Um varietal ou de corte? Já que sua origem vem de um cruzamento entre petit bouschet e grenache, porém o seu resultado final é somente alicante bouschet?

Bem, não é simples avaliar ou descrever, no entanto tudo isto é possível já que este cruzamento pode ser acidental, no vinhedo, ou produzido em laboratório, como é o caso deste rótulo da Pizzato.

Pizzato Alicante Bouschet

A casta surgiu na Espanha, mas foi em Portugal, no Alentejo, que o Alicante Bouschet vem produzindo varietais muito interessantes. Uma uva muito utilizada também em vinhos de corte pelas suas características de corpo intenso e cor escura vibrante, usada principalmente para acrescentar cor e taninos aos vinhos. E este é mais um motivo para pensarmos no Alicante como um vinho de corte.

Então, a melhor maneira de decifrar como a Pizzato conseguiu descomplicar o alicante bouschet, é degustando-o. O Red jogou uma pulga atrás da sua orelha para que tente descobrir por si. Prove, compare e faça você mesmo a sua avaliação, depois passe por aqui e conte pra gente o que achou. Varietal ou de corte?

Veja os destaques do Alicante Bouschet da Pizzato

  • 90 pontos no Guia Adega de Vinhos do Brasil 2013/2014
  • Seleção do Brasil por Evan Goldsztein, master sommelier EUA
  • Melhor vinho de uvas exóticas Revista Adega setembro 2013 (90 pontos)
  • Exportado para diversos mercados: Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Luxemburgo, Bélgica etc.
Publicado em

Pizzato: Ousadia + Técnica = Precisão

Não é a toa que a Pizzato faz parte do time de vinhos recomendados e comercializados pelo Red Buteco. Já falamos muito sobre a região sul do Brasil ser apropriada para espumantes e vinhos brancos finos, no entanto, o que precisam saber é que a vinícola coleciona vários prêmios nacionais e internacionais.

Um negócio familiar que se difere pelas uvas selecionadas e de vinhedos próprios, com colheita ainda feita a mão e o processo cuidadosamente elaborado. Seus rótulos são assinados e carimbados pelo enólogo Flavio Pizzato, membro da família de origem italiana, proprietária do negócio e responsável por toda a produção e comercialização dos vinhos da marca.

A Vinícola tem duas linhas de produtos, a Pizzato e a Fausto, segundo vinhedo da Pizzato, com uvas de Dr. Fausto de Castro, que fica a 50 km da sede da Pizzato, no Vale dos Vinhedos, cada uma delas com uma variedade de uvas, entre chardonnays, merlots, cabernets sauvignon, tanats e alicantes.

Todos os vinhos da Pizzato e da marca Fausto recebem o selo de origem e qualidade controlada – DOVV (Denominação de Origem Vale dos Vinhedos).

Nos últimos anos, a Pizzato recebeu, entre outros prêmios, destaque no Guia do Vinho 2013/2014, com seis vinhos com média acima dos 90 pontos: Fausto Brut, Pizzato Brut 2012, Pizzato Chardonnay 2012, Pizzato Alicante Bouschet 2005, Concentus Gran Reserva 2007, Pizzato DNA 99 2008. Além disso, outros três rótulos tiveram pontuação 89.

E, ainda, o espumante da Pizzato Brut Rosé é o terceiro melhor vinho brasileiro segundo a seleção 2014 do evento Vinum Brasilis.

Tá esperando o quê para levantar a primeira taça com o vinho Pizzato?

Confira a lista dos produtos comercializados pelo Red Buteco da Pizzato:
Pizzato Chardonnay
Pizzato Fausto Rosé
Pizzato Alicante Bouschet
Pizzato Merlot