Publicado em

O primeiro vinho da Aurora com Indicação de Procedência

Antes mesmo de começar a falar do nosso próximo “queridinho”, o vinho Aurora Chardonnay – Pinto Bandeira 2014, gostaríamos de reforçar que, às vezes, é preciso quebrar alguns paradigmas para descobrir um bom vinho.

E tem mais, se não dermos a chance para o novo ou para desfazer certos conceitos, ou pré-conceitos, nunca estaríamos aqui oferecendo um vinho da Aurora. Mas o Red é a favor do novo e principalmente de quem se renova, afinal, o brasileiro já sabe apreciar um bom vinho independente da classe social, já não somos mais daqueles que toma qualquer tipo de vinho e acha bom.

Apesar da retração econômica, o brasileiro vem agregando o vinho à sua mesa e o resultado disso é que em 2015, segundo o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), o setor apresentou crescimento de 6,9% no volume dos derivados da uva. Para os espumantes o crescimento foi de 11,9% e dos sucos de uva prontos para consumo, índice 30,5% maior em relação a 2014.

De olho no mercado, a Aurora, líder de vendas e de exportações de vinhos no país, também começou a produzir vinhos em Pinto Bandeira, na Serra Gaúcha, segunda região do Brasil demarcada a conquistar Indicação de Procedência (IP), a primeira delas é o Vale dos Vinhedos.

O resultado desse primeiro vinho da Aurora com o selo da IP de Pinto Bandeira foi surpreendente. O Aurora Chardonnay dessa região nos conquistou pelo aroma, sabor e pela alta qualidade. Um excelente chardonnay, jovem, frutado e bem persistente. Um grande presente para os brasileiros, principalmente pelo bom custo-benefício.

Sim, é possível produzir vinhos bons e baratos no Brasil. Não perca a chance de provar e vai entender bem sobre o que estamos falando.

Aurora Chardonnay