Publicado em

Vinhos e antibióticos

Quem nunca fez as contas de quantos dias faltavam para acabar o antibiótico, pensando se poderia beber à vontade naquela festa que esperava há meses??

Pois é. Todo mundo já ouviu falar que não se deve consumir álcool enquanto faz uso do medicamento. Será que isso é verdade ou mais um mito que seguimos sem nenhuma comprovação?

O fato é que o álcool não anula nem diminui o efeito do antibiótico. O que acontece é que ele reduz o tempo que a substância ativa permanece no nosso sangue.

Entenda: O termo “meia vida” quer dizer o tempo que o organismo leva para eliminar 50% de uma droga. É exatamente esse tempo que determina o intervalo em que cada medicamento deve ser tomado. Um remédio com meia vida de 13 horas deve ser tomado de 12 em 12 horas para que o paciente não fique sem a substância na sua corrente sanguínea.

Como o álcool tem efeito diurético, ele aumenta a eliminação do medicamento pela urina. Outra forma de ocorrer essa eliminação é pelo vômito causado pelo álcool em excesso e esse processo faz com que se reduza a absorção da substância nas próximas doses do remédio.

A boa notícia é que especialistas dizem que apenas dois copos de vinho ou cerveja não cortam seu efeito. No entanto, sempre consulte seu médico antes de fazer qualquer combinação!

Para garantir mesmo, nos resta torcer para que o nosso organismo e os seus anticorpos colaborem com o nosso calendário de festas e viagens!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *